Anais do Seminário PIBID UESB/Campus de Itapetinga - ISSN 2526-9275, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

ARTES NO COMBATE À VIOLÊNCIA NA ESCOLA

Luciana Santos do Nascimento, Jarbas Silva Matos, Taís Gama Costa, Moana Ferreira dos Santos, Ennia Débora Braga Pires

Resumo


O trabalho tem por objetivo relatar experiências vivenciadas por bolsistas de iniciação à docência do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID/UESB no desenvolvimento de atividades pedagógicas tendo a arte como metodologia para a condução do trabalho com a intenção de favorecer o aprendizado e combater a violência no espaço escolar. As intervenções didáticas foram desenvolvidas em uma escola pública da rede municipal de ensino, na cidade de Itapetinga/Ba. Para realização do estudo buscou-se o aporte teórico em trabalhos que discutem a violência no contexto escolar: Abramovay (2005 e 2003), Barros (2013), Castro (2001) e Charlot (2002); e, em Villaça (2014) que, ao discutir arte-educação, sinaliza o trabalho com artes como uma proposta metodológica na condução do trabalho pedagógico.           Desenvolvemos propostas de trabalhos em equipe nos quais auxiliamos as crianças em apresentações orais valorizando as habilidades individuais e coletivas. Foram desenvolvidas oficinas de confecção de cartazes com desenho livre e pintura, com os quais os alunos exprimiram sua compreensão a cerca das diferenças sociais, respeito e valorização do outro. Os trabalhos com dobraduras e confecção de avião com garrafa pet proporcionaram momentos de aprendizagens ainda mais significativas, levando-os a construir, intervir em todo o processo e, além disso, brincar com o produto de sua criatividade, reforçando a auto confiança no aprender e fazer. No decorrer das sequências didáticas, percebemos que as diversas expressões artísticas não têm sido utilizadas com a frequência nas atividades de ensino. Isso foi evidenciado pelo comportamento dos alunos ao atribuírem um caráter inovador a essas atividades. Durante as intervenções pedagógicas os alunos participaram de maneira satisfatória e as expressões artísticas propostas nas atividades didáticas favoreceram o aprendizado da leitura, escrita e as relações interpessoais, elevando a autoestima e diminuindo as manifestações de violência na sala de aula. Os resultados deste trabalho podem incentivar a reflexão dos professores na busca de soluções pedagógicas capazes de fazer frente a um projeto de educação voltado para a promoção da cultura da paz, ao enfrentamento da violência no contexto escolar e ao pleno desenvolvimento do educando.

 

PALAVRAS-CHAVE: Artes. Bullying. Iniciação à docência. Violência.


Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.