Anais do Seminário PIBID UESB/Campus de Itapetinga, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

BOLSISTAS DO PIBID EM AÇÃO: UM BALANÇO DAS EXPERIÊNCIAS

Carla Barreto, Ennia Débora Braga Pires

Resumo


O presente trabalho apresenta o relato das experiências vivencadas por uma bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid), do Subprojeto de Pedagogia – anos iniciais do Ensino Fundamental, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) no decorrer do ano de 2016. Com vistas à antecipação da prática docente, o PIBID tem como objetivo principal, para além da bolsa de permanência, a valorização das licenciaturas através da inserção dos discentes no ambiente escolar para intervenções pedagógicas, em parceria com escolas públicas, a fim de contribuir para a formação inicial e melhoria da educação, bem como a formação continuada. A fim de verificar as reais contribuições das ações desenvolvidas pela bolsista, realizou-se um trabalho de observação e intervenção em uma turma com 27 estudantes, onde optou por investigar apenas 03, dentre os quais mais apresentavam dificuldades, quer seja por questões de comportamento como também no aprendizado. Partindo das observações e da avaliação assistemática, realizou-se uma comparação das aprendizagens e o desenvolvimento das habilidades e competências dos mesmos, entre os anos de 2015 quando estavam no 1º ano e 2016 agora 2º ano. No intuito de realizar este trabalho, propositalmente, a bolsista seguiu com a turma. Tendo em vista contribuir para a aprendizagem da criança e o desafio de desenvolver estratégias de ensino capazes de transformar a realidade do aprendiz em relação a superar as dificuldades na leitura e na escrita e também na interação com os colegas, o trabalho desenvolvido pela bolsista, buscou o acolhimento, apoiando-se na afetividade para desenvolver atividades de maneira interdisciplinar e prazerosa. .A reflexão e a relação emocional produzem resultados positivos na construção da identidade e das aprendizagens do sujeito, pois o processo de formação leva em conta as interações sociais, que transformam e promovem ações a partir da realidade a fim de se tornar concreto o desenvolvimento da aprendizagem do pequeno. Abreu e Masetto (1990) afirmam que a maneira de agir do professor mais que suas características individuais colaboram para uma adequada aprendizagem dos alunos. As ações realizadas foram analisadas na perspectiva do impacto de que tais atividades puderam contribuir na aprendizagem dos alunos das escolas atendidas pelo projeto, bem como na formação dos futuros docentes. Percebe-se que a participação efetiva dos bolsistas tem colaborado com o trabalho dos professores das escolas parceiras, para a melhoria das aprendizagens das crianças, e assim, mostrado uma oportunidade enriquecedora para a construção de uma identidade docente reflexiva e inovadora.

 

Palavras-chave: Experiência. PIBID. Planejamento.

 


Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.