Anais do Seminário PIBID UESB/Campus de Itapetinga - ISSN 2526-9275, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Contribuições do PIBID na formação e prática docente

JORSINAI ARGOLO SOUZA, DENISE CARVALHO SANTOS, VALDICÉLIA SANTOS CHAVES

Resumo



Este trabalho refere-se a um relato das experiências como bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), subprojeto de Pedagogia, linha de ação Educação Infantil, cujo objetivo é demonstrar a contribuição do PIBID na formação inicial dos licenciados, tendo em vista os seguintes objetivos do programa (CAPES, 2013): elevar a qualidade da formação inicial de professores nos cursos de licenciatura, promovendo a integração entre educação superior e educação básica e contribuir para a articulação entre teoria e prática necessárias à formação dos docentes, elevando a qualidade das ações acadêmicas nos cursos de licenciatura. Desse modo, considerando que o PIBID oportuniza vivências de atividades didático-pedagógicas em escolas públicas de ensino básico e aprimora a formação dos futuros docentes, relataremos as experiências que vivenciamos, durante atividades de observações e intervenções, na escola parceira em uma turma de Pré II, composta por 24 alunos, com idades entre 5 e 6 anos. Ao longo das observações, identificamos à necessidade de se trabalhar a questão da motricidade, com o objetivo de favorecer o desenvolvimento do esquema corporal, do equilíbrio, da atenção, da agilidade e da cooperação entre ás crianças. Para tanto, realizamos quatro intervenções e utilizamos jogos e brincadeiras, tais como: futebol de tecido, o circuito da motricidade, brincadeira de cabo de guerra, dentre outras. Evidenciamos que a escolha em trabalhar a motricidade, através de jogos e brincadeiras, foi significativa e dinâmica para a aprendizagem das crianças, pois podemos afirmar que foram proporcionados momentos de interação entre as mesmas. Verificamos que quando integramos a Psicomotricidade às atividades escolares, temos como resultado a ajuda na vivência em grupo, pois por meio das atividades psicomotoras as crianças precisam aceitar regras, e, quando começam a ter essa compreensão, mais facilmente aceitarão as regras da vida social. Através desse relato, identificamos que a participação no PIBID contribui significativamente na formação inicial dos graduandos através da aproximação com a realidade escolar, possibilitando a efetiva relação entre a teoria e a prática, ou seja, entre os saberes acadêmicos e os saberes experienciais, conforme Freire (1996).
Palavras chaves: Docente. Formação inicial. Pibid. Prática pedagógica

Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.