Anais do Seminário PIBID UESB/Campus de Itapetinga, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

TRABALHANDO EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA EDUCAÇÃO DO CAMPO

Daelcio Mendonça, Anderson Muniz Santos Sampaio, Karoline Moraes Moreira, Ueslei Souza Santos, Maria Senhora Lacerda de Brito

Resumo


Este trabalho foi realizado a partir das intervenções realizadas na escola Municipal do Campo Texana, de classes multisseriadas, com a finalidade de expor as experiências vivenciadas durante nossa participação no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação á Docência (PIBID), subprojeto Educação do Campo, momento onde os estudantes de graduação ganham a oportunidade de ter um contato prévio com a realidade do ambiente escolar e a prática docente. Este relato tem por objetivo descrever o desenvolvimento do processo de construção do jardim da escola, onde antes existia apenas terra batida. A construção deste jardim buscou provocar nos alunos a discussão e sensibilização do seu dever cívico de mobilizar, inovar e transformar o meio ambiente que está inserido através de ações simples em seu cotidiano. Por entendermos a importância de se trabalhar a temática da Educação Ambiental de maneira interdisciplinar, contínua e contextualizada como está prevista nas Políticas Nacional e Estadual de Educação Ambiental, não discutir sobre o meio ambiente seria uma contradição. Para Loureiro (2004), “educação ambiental, antes de tudo, é educação”, porque propõe a transformação social a partir da pedagogia libertadora, fazendo do ato educativo um momento de reflexão sobre as condições em que os sujeitos se encontraram na sua relação com a natureza. Sendo assim, a educação é um instrumento para formar cidadãos empenhados na revitalização da importância do coletivo, na defesa da sociedade, despertando nos alunos seu senso crítico acerca dos problemas socioambientais do meio em que vive. A metodologia utilizada para a realização deste relato foi, no primeiro momento, a observação e, em seguida, a reflexão acerca das experiências vivenciadas em uma classe multisseriada do ensino fundamental I. Os resultados obtidos através da proposta da atividade de construção do jardim, além de despertar nos alunos o interesse de se trabalhar a parte prática do que foi discutido em sala de aula, a interação entre professor-aluno foi um ponto positivo evidente para a execução da atividade proposta, já que coube a ambos e a todos os indivíduos envolvidos no âmbito escolar, o processo de elaboração, manutenção e
conservação do jardim. Concluímos que quando a realidade do aluno é inserida no processo de ensino e aprendizagem, colocando-o como agente ativo desta ação, o resultado obtido, por parte desses alunos, é de empenho e dedicação no desenvolvimento da atividade proposta. A criança responde de maneira mais satisfatória quando se associa o conteúdo a algo concreto, gerando uma maior disposição ao aprendizado.

Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.