Anais do Simpósio Cidades Médias e Pequenas da Bahia - ISSN 2358-5293, 2016: V SIMPÓSIO CIDADES MÉDIAS E PEQUENAS DA BAHIA

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A PRODUÇÃO CONTRADITÓRIA DA PERIFERIA URBANA EM VITÓRIA DA CONQUISTA: A LÓGICA DOS CONDOMINIOS FECHADOS

Joelisa Pereira dos Santos

Resumo


Estudar o espaço geográfico é também estudar a sociedade e o sujeito que constrói esse espaço, uma vez que a sua produção ocorre mediante as relações sociais estabelecidas pelos sujeitos, por meio do trabalho.  Este espaço, que deveria ser apropriado igualmente por aqueles que o constroem, é, na verdade, apropriado por uma pequena parcela da sociedade, corroborando com profundas lutas de classes e conflitos que se materializam nas cidades, que por sua vez, têm se tornado uma mercadoria, sob a égide do sistema capitalista, atendendo, apenas, aos interesses de uma única classe: a classe hegemônica. Deste modo, compreende-se a dimensão espacial das cidades médias, enquanto espaços marcados por conflitos e contradições, o que reflete, diretamente, no modo como esses espaços são apropriados, principalmente no que diz respeito aos pares dialéticos: público/ privado, valor de uso/ valor de troca e centro/ periferia. Com base nessa premissa, destaca-se o surgimento de novas formas de compreensão dos conceitos de centro e periferia, que nas últimas décadas têm recebido novos significados. Nesse sentido, objetivou-se compreender de que modo tem ocorrido esse processo de “valorização” da periferia voltado à reprodução do capital (fundiário, imobiliário etc.) na cidade média de Vitória da Conquista. Além disso, objetivou-se, também, entender o contexto relacionado ao processo de “valorização” da periferia, o que leva a uma necessidade de repensar o conceito. 

Texto Completo: PDF

ISSN online: 2358-5293

ISSN cd rom: 2176-5162

 

Periódico vinculado à Rede de Pesquisas Cidades Médias e Pequenas da Bahia (Rede CMP)