Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas, Ano 14, nº 23, jan/jun 2017 (publicação: 15/12/2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Justiça, Cordel e Democracia: uma análise da democratização do acesso à justiça à luz da Literatura nordestina de Cordel

Maria Soledade Soares Cruzes

Resumo


No Estado liberal, o acesso à justiça pautava-se numa ótica individualista e, paradoxalmente,inacessível a determinados atores sociais. Por outro lado, na conjuntura democrática, perpassa por umaabordagem tanto individual quanto coletiva, social e comunitária. A Literatura de Cordel, tão difundida nonordeste brasileiro, é escrita em forma rimada, métrica, regionalizada e em linguagem democraticamenteacessível, com textos publicados em livretos. É nesse contexto que se apresenta o problema central dapesquisa: em que medida é possível analisar a democratização do acesso à justiça no Brasil à luz da literaturanordestina de Cordel? Trabalha-se com a hipótese de que é possível utilizar da Literatura de Cordel parainvocar análise crítica de obstáculos ao acesso democrático à justiça, como a burocracia, a morosidade, aseletividade, a educação e o formalismo linguístico. Trata-se de pesquisa bibliográfica, de cunho exploratório,desenvolvida por meio da análise interdisciplinar e crítica de folhetos de Literatura de Cordel, textos legislativos,constitucionais e obras relacionadas à linguagem, leitura, educação e Direito.

Texto Completo: PDF


 

Este periódico esta indexado nos seguintes repositórios:

Latindex     Sumários     Sumários        width=




                    ISSN (impresso): 1808-3102        ISSN (on-line): 2358-1212
                                           

                                                   Licença Creative Commons

 


                            UESB                                              Edições Uesb                                         IBICT