Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas, Ano 14, nº 24, jul/dez 2017 (publicação: 28/03/2018)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Exportações baianas: especialização e desempenho no período 2003-2015

Monique Neves Moreira, Marcelo dos Santos da Silva, Priscila de Queiroz Leal

Resumo


As exportações favorecem o crescimento econômico, o desenvolvimento empresarial, a inovação, a criação de emprego e a competitividade. A Bahia é a maior economia do Nordeste, com grande representatividade no comércio externo da região, exportando e importando produtos de classes setoriais distintas, dos primários àqueles com tecnologia de ponta. Nessa perspectiva, o objetivo deste artigo é analisar a especialização e o desempenho das exportações baianas por meio de índices de competitividade. Realizou-se a classificação da pauta exportadora por meio do Standard International Trade Classification (SITC), metodologia adotada pela ONU com o intuito de resumir todos os produtos em nove categorias ou grupamentos setoriais. A especialização das exportações baianas baseia-se em produtos químicos e derivados, combustíveis e lubrificantes e artigos manufaturados com pouca agregação de valor e/ou pouca densidade tecnológica. Ademais, a pauta de exportação baiana não é concentrada.

Texto Completo: PDF


 

Este periódico esta indexado nos seguintes repositórios:

Latindex     Sumários     Sumários        width=




                    ISSN (impresso): 1808-3102        ISSN (on-line): 2358-1212
                                           

                                                   Licença Creative Commons

 


                            UESB                                              Edições Uesb                                         IBICT