Cadernos de Ciências Sociais Aplicadas, Ano 14, nº 24, jul/dez 2017 (publicação: 28/03/2018)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Trabalhadores em cargos de liderança no mercado de trabalho formal brasileiro entre os anos de 1995, 2005 e 2015

Priscila de Souza Silva, Francisco Demetrius Monteiro Rodrigues, Silvana Nunes de Queiroz

Resumo


O principal objetivo desse estudo é traçar o perfil sociodemográfico e socioeconômico dos empregados (homens e mulheres) em cargos de liderança, no mercado de trabalho formal brasileiro, entre os anos de 1995, 2005 e 2015. Atual e relevante, essa questão tem sido tema de poucos estudos. A principal fonte de dados é a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Os principais resultados mostram que, em 2015, no Brasil, os cargos de liderança são, predominantemente, ocupados por homens (63,47%). Mostram, além disso, que, em termos absolutos, a participação das mulheres aumentou mais que o dobro entre 2005 e 2015. Com relação à faixa etária, as mulheres líderes, em sua maioria, têm entre 30 e 39 anos de idade e os homens entre 50 e 64 anos. No tocante ao grau de escolaridade, os profissionais de ambos possuem nível superior completo, atuam na região Sudeste e permanecem por cinco anos ou mais no mesmo emprego. A análise aponta uma discrepância de renda entre gêneros no mercado de trabalho. Mesmo exercendo atividade igual à dos homens, as mulheres têm um salário menor. Isso mostra que, no decorrer do tempo, a situação piorou drasticamente para o sexo feminino.

Texto Completo: PDF


 

Este periódico esta indexado nos seguintes repositórios:

Latindex     Sumários     Sumários        width=




                    ISSN (impresso): 1808-3102        ISSN (on-line): 2358-1212
                                           

                                                   Licença Creative Commons

 


                            UESB                                              Edições Uesb                                         IBICT