COLÓQUIO BAIANO TEMPOS, ESPAÇOS E REPRESENTAÇÕES: ABORDAGENS GEOGRÁFICAS E HISTÓRICAS --- ISSN 2359-1218, Vol. 1, No 1 (2013)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

O TRATADO DE MADRI E AS POLÍTICAS TERRITORIAIS NO BRASIL MERIDIONAL (1750-1777).

Jessica Correa, Paulo Godoy

Resumo


O presente artigo resulta do projeto de pesquisa em Iniciação Científica desenvolvido durante o ano de 2012 e do primeiro semestre de 2013, no curso de Geografia – Unesp/Rio Claro. O objetivo que ora nos propomos, consiste em apresentar as políticas territoriais no Brasil colonial durante o período pombalino, através de uma abordagem Geográfica e Histórica.Nesse sentido, a partir de estudos históricos e geográficos a respeito do Tratado de Madri – marco que inaugura o governo pombalino – identificamos as formas de demarcação dos limites territoriais estabelecidos nas fronteiras do Brasil meridional e as disputas políticas travadas entre Espanha e Portugal, permitindo compreensão mais ampla das proposições do referido Tratado e a objetivação das partidas demarcatórias executadas por Marquês de Pombal. O artigo visa contribuir à compreensão das políticas territoriais engendradas pela Coroa portuguesa no período, ressaltando a importância e o significado da geopolítica pombalina à análise geográfica da formação territorial brasileira.Palavras-chave: Tratado de Madri, geopolítica pombalina, formação territorial.

Texto Completo: PDF