fólio - Revista de Letras, Vol. 8, No 2 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA NA DITADURA MILITAR: UM ESTUDO DISCURSIVO DE TEXTOS PUBLICADOS, PELA REVISTA VEJA, EM ABRIL DE 1969

Leilane Morais Oliveira, Cristiane Cataldi dos Santos Paes

Resumo


Este artigo analisa, por meio da Análise do Discurso da Divulgação Científica, como informações científicas foram divulgadas, na revista Veja, durante o AI-5. O objetivo é verificar como o discurso científico foi recontextualizado para o público geral, em um contexto histórico e social de repressão. A partir de um corpus formado por nove textos publicados na data referida, mostra-se como as condições de produção, marcadas por repressão à imprensa, influenciaram o dizer da revista em sua relação com a comunidade científica. Ademais, a análise linguístico-discursiva de dois textos (“Satélite espia segredos de tôda a Terra” e “O impossível enxêrto do ôlho”), divulgados em 30 de abril de 1969, mostra como os jornalistas driblaram a ditadura imposta ao periódico e, diante disso, conclui-se, afirmando que a divulgação do discurso científico na Veja, durante a ditadura e o AI-5, não se manteve neutra e isenta de criticidade como imposto pelo contexto. 


Texto Completo: PDF

 

Periódico indexado em:

Latindex   Directory of Open Access Journals   Sumários   Home    width=    ulrich's   rcaap_logo    rcaap_logo    rcaap_logo    rcaap_logo

 

 

ISSN: 2176-4182                      revistafolio@gmail.com                      Qualis B1


  ppgcel                                      UESB                                              Edições Uesb                                         IBICT