Politeia: História e Sociedade, Vol. 16, No 1 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Aristocracia e Igreja na Crise do século XIV em Portugal

Carlos Roberto Figueiredo Nogueira

Resumo


A crise do século XIV implicou em uma baixa generalizada na renda senhorial. A redução da população, a fuga dos campos deixam muitas terras sem cultivo ou com um cultivo insuficiente. A baixa nos preços dos produtos agrícolas e a redução do valor da terra ameaçam os estatutos econômicos e sociais da nobreza cuja necessidade para conter as invasões castelhanas também é fundamental para assegurar a defesa interna do reino contra as guerras civis e a crescente turbulência aristocrática.  Um olhar sobre as leis das contias  nos permite observar o empobrecimento da quantidade de renda pela qual um homem era obrigado a se armas e ter cavalos ao longo do século XIV.

 

Palavras chave: Portugal, crise do século XIV, nobreza, rendas


Texto Completo: PDF

ISSN: 1519-9339 (versão impressa)

ISSN: 2236-8094 (versão on line)