Revista Extensão e Cidadania, v.2, n.3, jan./ jun. 2014

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

EDUCAÇÃO PERMANENTE NO ATENDIMENTO PRÉ-HOSPITALAR: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Diego Silva, Jaine Silva, Sheila Souza, Tauane Silva Amaral

Resumo


O Infarto Agudo do Miocárdio é a principal cardiopatia que acomete a populaçãomundial, e o rápido atendimento pode minimizar sequelas e evitar danosseveros. Nesse sentido, procedeu-se a realização de um projeto de extensãocom o objetivo de qualificar os profissionais de saúde da rede de atenção básicano tocante à ressuscitação cardiopulmonar (RCP), por entender a carênciadesse suporte teórico a essa equipe que lida diariamente com o atendimento depessoas que possuem fatores de risco favoráveis a esse evento. Os principaisinstrumentos de apoio foram: o protocolo da American Heart Association quedestaca as diretrizes de atendimento de RCP em 2010, os Indicadores e DadosBásicos de 2012 sobre morbimortalidade brasileira e os autores que tratamda educação permanente com foco no serviço de urgência e emergência. Asoficinas ocorreram em 18 encontros na(UNEB)/Campus XII com aulas teóricas e práticas para elucidar a temática abordada. Foi entregue individualmente ummaterial de apoio para os profissionais de nível médio (agentes comunitários desaúde, recepcionistas, vigilantes e motoristas) e superior (enfermeiros, médicose dentistas), para consulta periódica. Os participantes leigos não conheciamas manobras de RCP, os profissionais da saúde que atuam apenas na atençãobásica confirmaram a importância da educação permanente em serviço, pois jáatenderam pessoas em parada cardiorrespiratória, e reconheceram a carência nabase de formação acadêmica e laboral. Todos participantes apontaram aspectospositivos e descrevem que se sentem mais seguros para prestar uma assistênciacom qualidade.
Palavras-chave: Educação Continuada. Serviços Pré-hospitalares. Sistemas deSaúde.

Texto Completo: PDF PDF

INDEXADORES: