REDISCO – Revista Eletrônica de Estudos do Discurso e do Corpo, Vol. 3, No 1

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

(IN)VISIBILIDADES DOS CORPOS EM VIGÍLIA: REGIMES DE VERDADE SOBRE/EM POLÍTICAS AFIRMATIVAS E CINEMATOGRÁFICAS

Ismara Tasso

Resumo


A abordagem da materialidade fílmica sobre a qual desenvolvemos o presente estudo teórico-analítico delineia-se em parâmetros da linguagem estéticodocumental, amparada, fundamentalmente, no arcabouço teórico da Análise do
Discurso e de seus desdobramentos no Brasil, em diálogo com teorias do cinema e dos Estudos Culturais. Sob tal direção, o escopo teórico-analítico alinhava-se e agencia as noções foucaultianas de saber, poder, verdade e biopolítica, para que o trajeto aqui proposto confira o regime do olhar os corpos de que se trata na obra cinematográfica em foco. Ao conjugar língua(gem), história e memória, buscou-se a compreensão de como e por que o filme "LA TERRA DEGLI UOMIN ROSSI: BIRDWATCHERS - Terra Vermelha", enquanto materialidade discursiva ficcional, dotada de propriedades singulares do documentário, imprime efeitos de verdade e institui regimes do olhar o corpo étnico para além do mítico e do diverso, já que o cinema sempre contará o que os movimentos e os tempos da imagem lhe fazem contar. Dessa forma e com pujança determinante de saberes técnicos, historiográficos e políticos, a produção fílmica assinalada explora conceitos étnicos, colonialistas e de desigualdade social que desestabilizam o poder instituído, e fazem irromper o sujeito da resistência, restitui ao indígena guaranikaiowá o status de guerreiro da contemporaneidade e, fundamentalmente, humaniza-o como sujeito ordinário no e do mundo.

Texto Completo: PDF