Anais da Semana do Administrador do Sudoeste da Bahia - ISSN 2358-6397, Vol. 3, No 1 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A Contribuição da Tecnologia Social para a Economia do Setor de Gastronomia.

Matheus de Oliveira Marques, Diogo Lima Saloes, Nadir Blatt

Resumo


A inovação faz parte das tecnologias sociais. Tecnologias sociais são definidas como ferramentas capazes de solucionar problemas da sociedade, desde que sejam de fácil aplicabilidade, que tenha um custo acessível através de instrumentos simples, porém eficientes. Observando-se o alto consumo de gás GLP na maioria das cozinhas domésticas e dos restaurantes, desenvolveu-se uma alternativa de economizá-lo e reaproveitá-lo, tornando mais eficiente o seu uso. Com a problemática objetivou-se criar um equipamento que pudesse canalizar esse calor “perdido” que fornecesse água quente durante todo o preparo das refeições, gerando uma economia mensal no uso do gás GLP, em torno de 30 a 40%. Para tanto, realizouse uma pesquisa aplicada cujo objetivo é gerar conhecimentos para aplicações práticas dirigidos à solução de problemas específicos. A pesquisa foi concebida em associação a ação onde o envolvimento dos pesquisadores e participantes foide modo cooperativo e participativo (GIL, 1994).Para o protótipo desse projeto desenvolveu-se um produto baseado na circulação contínua da água, para poder atender vários pontos, sem a necessidade de reservatórios grandes e instalações hidráulicas complexas, que permitisse a utilização em qualquer condição de tempo, região ou clima.Esse estudo tem como base o desenvolvimento sustentável e o uso de tecnologia social para uma economia mais equilibrada. A experimentação provou que um investimento efetivo no aquecedor é viável e produz resultados satisfatórios. É uma fonte inovadora de economia, uma tecnologia social que permite minimizar o consumo de gás e consequentemente repassar esse benefício aos consumidores, através de refeições com preços mais acessíveis.

Texto Completo: PDF