Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS), Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

AGRICULTURA FAMILIAR E MANEJO DOS RECURSOS FLORESTAIS PRATICADOS EM COMUNIDADES QUILOMBOLAS DO MUNICÍPIO DE PIRIPÁ

Jamily da Silva Fernandes, Valdemiro Conceição Júnior, Anelita de Jesus Rocha, Natan Galvão Sousa, Mariane Silva Duarte, Beatriz Souza Coelho

Resumo


As comunidades quilombolas são caraterizadas por seu aspecto cultural e pela trajetória de lutas, que sobrevivem de praticas transmitidas por varias gerações, sendo a mais frequente delas a agricultura.Diante disso, o objetivo deste estudo foi caracterizar o uso e manejo de recursos florestais praticados por agricultores familiares das comunidades quilombolas de Laginha e Contendas no município de Piripá, pertencente ao Território Sudoeste Baiano. Para a obtenção dos dados utilizou-se um questionário semiestruturado, composto por questões que abrangiam temas como forma de aquisição da propriedade, aderrubada de matas nativa para implantação de plantios, uso e origem de lenha, existência de matas preservadas e a adoção de queimadas. Os dados obtidos foram tabulados e submetidos à triagem e verificação de médias simples através de planilhas do Software Microsoft Excel, sendo posteriormente analisados quali-quantitativamente. As comunidades quilombolas estudadas praticam agricultura familiar de subsistência. Percebe-se que nessas comunidadesa utilização de lenha como fonte de energia é frequente, assim como arealização de derrubada e queimadas como forma de manejo para implantação de culturas. Desse modo, é necessário desenvolver ações que permitam a execução das atividades agrícolas de forma mais sustentável.

Texto Completo: PDF