Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS) - ISSN 2526-8406, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

ARQUITETURA EXTERNA DO NINHO DE Atta laevigata (F. SMITH, 1858) (HYMENOPTERA: FORMICIDAE) EM EUCALIPTO

Eduardo Pereira da Silva Júnior, Emanuelle Marques Coutinho, Victor Rosário de Novais, Mateus Pereira dos Santos, Aldenise Alves Moreira, Maria Aparecida Castellani

Resumo


A espécie A. laevigata é uma importante praga de cultivos agrícolas. Conhecer as características desses insetos é um ponto-chave para o controle. O presente trabalho teve como objetivo conhecer as características externas do ninho de A. laevigata, tais como: forma e dimensões do monte de terra solta; número e tamanho das trilhas de forrageamento; número de orifícios ativos em relação ao tamanho do ninho em diferentes épocas do ano; comparar o crescimento da área de terra solta (ATS) com o número de orifícios ativos com a presença e tamanho de trilhas físicas em área de eucalipto em vários períodos do ano, no município de Vitória da Conquista – BA. Foram selecionados 20 ninhos na área de eucalipto, onde foram medidas as áreas de terra solta e identificados os orifícios com iscas atrativas. A média da ATS variou nas três avaliações, a maior média encontrada foi 122,98 m² e a menor de 3,39 m². A maior área de orifício de abastecimento foi de 40 cm² e a menor de 3 cm². Trilhas de forrageamento não foram observadas em todos os ninhos, a maior trilha foi de 11 m de comprimento e 22 cm de largura, e a menor apresentou apenas 1 m de comprimento. A maior distância do olheiro ao ninho foi de 29,3 m e a menor de 0,5 m. Houve uma variação na ATS dos ninhos de A. laevigata nas avaliações.

Texto Completo: PDF

ISSN 2526-8406