Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS), Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

CRESCIMENTO E SOBREVIVÊNCIA DE PROCEDÊNCIAS DE UMBUZEIRO NA REGIÃO DO VALE DO RIO SINCORÁ, BAHIA

Francisco Garcia Romeiro Barbosa de Oliveira, Nelson Fonseca, Patricia A. Bittencourt Barreto-Garcia

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o crescimento e sobrevivência de cinco procedências de Spondias tuberosa até os 30 meses de idade na região do Vale do Rio Sincorá, Bahia.O experimento foi desenvolvido na fazenda Riachão, localizada no município de Contendas do Sincorá-BA. Foram utilizadas mudas enxertadas de cinco procedências de Spondias tuberosa. O plantio foi estabelecido em espaçamento 10 m x 10 m, adotando-se delineamento experimental em blocos casualizados. As plantas foram monitoradas por meio da observação da sobrevivência e de mensurações periódicas da altura, diâmetro da copa e diâmetro do caule até o trigésimo mês após o plantio. Em geral, as procedências Livramento de Brumado-BA e Macaúbas-BA apresentaram maior crescimento das variáveis morfológicas analisadas. No entanto, considerando também os índices de sobrevivência, pode-concluir que o material genético proveniente de L. Brumado-BA apresentou desempenho superior em relação as demais procedências estudadas.

Texto Completo: PDF