Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS), Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

CRESCIMENTO DE CAFEEIROS JOVENS EM RESPOSTA AO TRATAMENTO COM PACLOBUTRAZOL VIA SOLO

André Felipe Fialho Ribeiro, Jefferson Luan Dias dos Santos, Vinícius Galindo da Silva Leite, Paula Acácia Silva Ramos, Sylvana Naomi Matsumoto

Resumo


O trabalho teve como objetivo avaliar o crescimento de plantas jovens de Coffea arabica L. cv.Catuaí Vermelho IAC 144, em resposta à aplicação de diferentes concentrações de Paclobutrazol via solo. Oexperimento foi conduzido entre setembro/2014 e fevereiro/2015, em casa-de-vegetação com 50% desombreamento, na UESB, Campus de Vitória da Conquista. Quando as plantas atingiram altura média de 17cm, aplicou-se 250 mL de solução de paclobutrazol via solo (0; 50; 100; 150 e 200 mg i.a. L-1), diretamenteno substrato de cada planta. Utilizou-se delineamento em blocos casualizados, com cinco repetições e umaplanta por repetição, ou seja, 25 parcelas experimentais. Aos 120 dias após a aplicação foram avaliadas amassa fresca e seca da parte aérea e raízes, e a área foliar total de cada planta. Os dados foram submetidos aoteste F e à análise de variância da regressão, por meio do software ASSISTAT, versão 7.7 beta. Os modelosforam definidos com base na significância e no coeficiente de regressão (R2>70%), considerando-se ainda aresposta biológica da cultura. Os maiores valores de área foliar total e massa fresca da parte aérea ocorreramna aplicação de 54 mg i.a. L-1 de paclobutrazol. O maior incremento nas massas fresca e seca das raízes foiverificado nas concentrações de 71,5 e 72,7 mg i.a. L-1 de paclobutrazol, respectivamente. A aplicação depaclobutrazol não influenciou o acúmulo de massa seca na parte aérea.

Texto Completo: PDF