Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS), Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

DOSE-REPOSTA DE PLANTAS DE Bidens pilosa E Conyza sumatrensis AO HERBICIDA AMÔNIO GLUFOSINATE

Ivana Paula Ferraz Santos de Brito, Bruna Barboza Marchesi, Leandro Tropaldi, Carolina Pucci de Moraes, Caio Antônio Carbonari, Edivaldo Domingues Velini

Resumo


O objetivo desse trabalho foi identificar a resposta de plantas de Bidens pilosa e Conyza sumatrensis a doses de amônio glufosinate. Foram realizados dois estudos, sendo todos implantados em casa de vegetação em diferentes épocas.Para cada espécie realizaram-se dois experimentos, tendo como tratamentos sete doses do herbicida amônio-glufosinate (0; 50; 100; 200; 400; 800; 1600 g i.a. ha-1), com quatro repetições. Foram quantificados os teores de amônia nos tecidos e porcentagens de fitointoxicação foram avaliadas visualmente. Os teores de amônia nas folhas de B. pilosa e C. sumatrensisaumentaram após a aplicação de glufosinate e o teor máximo de amônia foi observado para a dose mais alta do herbicida. O acúmulo de amônia em plantas de B. pilosa e C. sumatrensistratadas com glufosinate aumentou contínua e assintoticamente com o aumento da dose, sendo o nível máximo de intoxicação nas doses a partir de 300 g i.a. ha-1e 700 g i.a. ha-1, respectivamente.

Texto Completo: PDF