Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS) - ISSN 2526-8406, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

FORMAS DE APLICAÇÃO DE ZINCO NO CULTIVO DE MINIMILHO

Rosana Maria Santos, Josué Júnior Novaes Ladeia Fogaça, Joseani Santos Ávila, Ramon Correia de Vasconcelos

Resumo


Objetivou-se com esse estudo avaliar o desempenho agronômico da cultivar de milho Al Bandeirante quando submetida a diferentes formas de aplicação de zinco para produção de minimilho. O trabalho foi conduzido na área experimental da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Campus de Vitória da Conquista, no período de abril a agosto de 2016. O experimento foi realizado em blocos casualizados, sendo as formas de aplicação de zinco via solo, aplicação foliar, tratamento de sementes e uma testemunha sem aplicação de zinco, com cinco repetições. Foram determinadas a quantidade total de espiguetas produzidas, a quantidade de espiguetas comerciais, o peso de espiguetas comerciais, o comprimento e o diâmetro das espiguetas e o número de espiguetas por planta. Os resultados foram submetidos inicialmente à análise de variância, utilizando o programa estatístico SAEG. Não foi identificada diferença estatística em nenhum dos parâmetros analisados, o que permitiu concluir que as diferentes formas de aplicação de zinco não interferem no desempenho agronômico da cultura para produção de minimilho. 

Texto Completo: PDF

ISSN 2526-8406