Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS), Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

PORCENTAGEM DE MATÉRIA SECA E DE AMIDO E RENDIMENTO DE FARINHA DE MANDIOCA CULTIVADA EM DIFERENTES SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO SUDOESTE DA BAHIA

Caio Jander Nogueira Prates, Anselmo Eloy Silveira Viana, Gabriela Luz Pereira Moreira, Bruno Alan Rodrigues Viana, Bruna Aparecida Madureira Souza, Laion Aragão Souza

Resumo


O presente trabalho foi desenvolvido comobjetivo de avaliar a porcentagem de matéria seca e de amidoe o rendimento de farinha de mandioca cultivada em diferentes sistemas de produção no Sudoeste daBahia.O experimento foi conduzido município de Cândido Sales, BA, utilizando o delineamentoexperimental de blocos ao acaso, com seis repetições e quatro tratamentos, em esquema de parcelassubdivididas. Nas parcelas, foram dispostos os métodos de preparo do solo: convencional e tradicional. Nassubparcelas, foram casualizados a presença e ausência de calagem e adubação NPK.O plantio foi realizadoem novembro de 2014. Após a colheita que foi realizada em julho de 2016, foi avaliada a porcentagem demassa seca em raízes tuberosas, a porcentagem de amido em raízes tuberosas e o rendimento de farinha. Foirealizada a Análise de Variância e as médias comparadas pelo teste de F, a 5% de probabilidade. Aporcentagem de massa seca, de amido e o rendimento de farinha não foram influenciadas pelo preparo desolo.As maiores porcentagem de massa seca, porcentagem de amido e o rendimento de farinha foram obtidasquando utilizado calagem e adubação.

Texto Completo: PDF