Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS) - ISSN 2526-8406, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

SEMENTES DE FEIJÃO-CAUPI SUBMETIDAS A DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE ÁCIDO ABSCISICO

Paula Acácia Silva Ramos, André Felipe Fialho Ribeiro, Dreice Nascimento Gonçalves, Vinícius Galindo da Silva Leite, Liliane Roque Pinto, Sylvana Naomi Matsumoto

Resumo


Objetivou-se avaliar a germinação de sementes e crescimento inicial de raízes de duas variedades de feijão caupi submetidas a regulador de crescimento. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado com três repetições de 50 sementes e 10 tratamentos, num esquema fatorial 2 x 5, em que avaliou-se duas cultivares (BR-17 Gurguéia e BRS Marataoã) e cinco doses de ácido abscisico (0, 10, 20 ,30 e 40 mg L-1). As sementes foram semeadas em folhas de papel Germitest previamente umedecidas com os tratamentos na quantidade equivalente a 2,5 vezes a massa do papel seco e mantidos em germinador, regulado a 25ºC e oito horas de luz, avaliando-se porcentagem de germinação, índice de velocidade de germinação e comprimento inicial da raiz. A cultivar BRS Maratoã apresentou maior porcentagem de germinação na primeira contagem quando tratada com ABA, apresentando valores inferiores à BR-17 Gurguéia no tratamento controle. O comprimento da raiz primária da cultivar BR-17 Gurguéia foi inibido drasticamente quando submetida a altas concentrações de ABA, sendo inferior à BRS Maratoã na concentração de 40 mg L-1. Não houve efeito de doses sobre as variedades para à percentagem de germinação e IVG.

Texto Completo: PDF

ISSN 2526-8406