Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS) - ISSN 2526-8406, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

VESPAS PREDADORAS E PARASITOIDES ASSOCIADAS AOS DIFERENTES SISTEMAS DE CULTIVO DO CAFÉ NA REGIÃO PRODUTORA DA BARRA DO CHOÇA – BAHIA

Aishá Ingrid de Sousa Brito, Priscila Silva Miranda, Ana Luiza de Jesus Gusmão, Danusia Silva Luz, Jennifer Guimarães Silva, Raquel Pérez-Maluf

Resumo


Estudos da entomofauna benéfica relacionados aos predadores e parasitoides de espécies pragas, estão sendo utilizados para melhorar as técnicas de manejo nos cultivos de café, pois estes insetos contribuem de forma dinâmica para diminuir as populações de insetos fitófagos e consequentemente evitar a ocorrência de pragas nos cultivos cafeeiros. Nessa perspectiva, objetivou-se com este trabalho realizar um levantamento da entomofauna benéfica associada ao cafeeiro, observando quatro sistemas de cultivo da variedade Catuaí, duas arborizadas (SAT e convencional) associadas a grevíleas (Grevillea robusta) e duas a pleno sol (SAT e convencional). Realizou-se um monitoramento quinzenal, com dez armadilhas do tipo Moericke que permaneceram no campo por 48h, no município da Barra do Choça - Bahia. Foram triadas 2221 vespas dentre elas parasitoides e predadores, dando maior ênfase aos parasitoides que apresentaram populações maiores que as de predadoras e tiveram destaque. As armadilhas coletadas foram conduzidas ao Laboratório de Biodiversidade do semiárido, na UESB, onde as vespas foram triadas a nível de família, sendo as predadoras conservadas em caixa entomológica. A família Braconidae foi a mais abundante, sendo uma família de parasitoides e entre as predadoras a família Vespidae teve maior número. O agrossistema arborizado se destacou tanto o convencional como o sem uso de agrotóxicos (SAT), sendo que o sistema agroflorestal influenciou a diversidade de vespas de forma mais relevante que a utilização ou não de um sistema convencional, tendo melhores resultados em relação o sistema a pleno sol. 

Texto Completo: PDF

ISSN 2526-8406