Anais da Semana de Agronomia da UESB (SEAGRUS) - ISSN 2526-8406, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

FEIJOEIRO COMUM (Phaseolus vulgaris L.) SUBMETIDO A COMBINAÇÕES ENTRE CLORETO DE MEPIQUAT E ADUBAÇÃO NITROGENADA

Franklin Damasceno Carvalho, Ednilson Carvalho Teixeira, André Felipe Fialho Ribeiro, Paula Acácia Silva Ramos, Vinícius Galindo da Silva Leite, Sylvana Naomi Matsumoto

Resumo


O manejo de feijoeiros comerciais com adubação nitrogenada é uma prática comum, que visa aumentar a qualidade, o vigor e resistência da planta, melhorando a produtividade. A utilização de inibidores de crescimento vegetais visa obter plantas mais compactas e resistentes, além de possibilitar maior eficiência fotossintética e direcionamento dos metabólitos para estruturas reprodutivas ocasionando, bem como a prática da adubação. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes doses de nitrogênio em presença e ausência do cloreto de mepiquat, sobre plantas do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) cv. BRS Pérola. O experimento foi conduzido na UESB, em Vitória da Conquista. O delineamento experimental adotado foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 2 x 3, sendo estes compostos pela presença e ausência do Cloreto de mepiquat (Pix HC®) na dose 75g i.a.ha-1, e três doses de N (0, 75 e 150 kg ha-1) com quatro repetições, totalizando 24 parcelas. Foram avaliados altura de planta, número de folhas, número de ramos, número de vagens, área foliar total e número de vagens por planta na segunda contagem. A análise estatística dos dados foi realizada utilizando o SAEG versão 9.1. A adubação nitrogenada modificou a arquitetura das plantas de feijão cultivar BR Pérola, incrementando a altura da planta à medida que aumentou a dose do nitrogênio. O cloreto de mepiquat reduziu a altura da planta e número de folhas, formando plantas menores.

Texto Completo: PDF

ISSN 2526-8406