Seminário Nacional e Seminário Internacional Políticas Públicas, Gestão e Práxis Educacional, No 6 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

PEDAGOGIA DA ALTERNÂNCIA COMO BASE DO PROCESSO FORMATIVO DA CASA FAMILIAR RURAL DE PRESIDENTE TANCREDO NEVES/BAHIA: POTENCIALIDADES E LIMITAÇÕES

Adelcio Menezes de Sousa, Rosineide Pereira Mubarack Garcia

Resumo


O artigo descreve a experiência da Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), localizada na Região do Baixo Sul da Bahia, assim como, sua proposta de Pedagogia adotada, também conhecida como - Pedagogia da Alternância. O foco do trabalho se ancora na tentativa de refletir sobre a contribuição desta práxis na construção de um processo formativo em consolidação que valoriza o jovem rural, suas famílias e comunidade.  Além de atender um preceito legal de respeito com meio rural e suas especificidades, fomentando o desenvolvimento socioeconômico, cultural e educacional desses sujeitos. A pesquisa bibliográfica e documental possibilitou uma apropriação sobre a categoria teórica e o esteio para a reflexão do tema abordado, na medida em que, consultou-se os principais trabalhos realizados nesse campo, capazes de fornecer elementos consistentes que não enviesasse nosso olhar quanto ao tema da pedagogia da alternância, além de documentos e relatórios que sistematiza o trabalho desenvolvido pela Instituição. Conclui-se que a pedagogia praticada pela CFR-PTN, alia teoria e prática, fomenta a autonomia do educando, a interação com seu espaço geográfico e reforça o pertencimento com o campo, seu lugar de identidade, oportunizando dignidade e qualidade de vida negadas pelo modelo econômico opressor vigente.

Palavras Chave: Pedagogia da Alternância. Práxis. Autonomia.


Texto Completo: PDF