Seminário Nacional e Seminário Internacional Políticas Públicas, Gestão e Práxis Educacional, No 6 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

VIVÊNCIA DE BRINCADEIRAS COM SUCATA: RELATO DE UMA ATIVIDADE DE EXTENSÃO

Carmem Virgínia Moraes da Silva

Resumo


O foco central da atividade de extensão aqui relatada foi a criação de um espaço/momento no qual diversos grupos pudessem vivenciar a atividade do brincar, tendo a sucata como suporte e ancorada em conceitos da perspectiva sócio histórico cultural de Vigotski, tais como vivência, intervenção pedagógica e processo criativo. O projeto de extensão tem caráter educativo, social e cultural e foi realizado com grupos de discentes de Psicologia e Pedagogia, grupos de educadores/cuidadores de instituições educacionais, grupos de profissionais de instituições de outra natureza (técnicos da área de saúde), grupos de pais vinculados ou não a instituições, além de grupos de crianças com seus respectivos responsáveis. A vivência do brincar com sucata, como possibilidade de criação para os participantes, ressaltou as interações sociais e potencializou o desenvolvimento de cada sujeito dentro dos grupos, na medida em que considerou as brincadeiras já conhecidas dos participantes e a (re)criação a partir do material disponível e das relações estabelecidas no momento da vivência. Para os grupos de adultos foi significativa a resposta quanto à percepção do material como suporte do brincar, além do envolvimento na própria atividade do brincar. A proposta de extensão sublinhou a necessidade de ações contínuas junto a crianças e profissionais que trabalham com crianças, com o objetivo de proporcionar o brincar livre e o conhecimento acerca deste processo.

Palavras-chave: Brincadeira. Sucata. Vivência.

 


Texto Completo: PDF