Seminário Nacional e Seminário Internacional Políticas Públicas, Gestão e Práxis Educacional, No 6 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A QUESTÃO DE GÊNERO E DO EMPODERAMENTO DAS MULHERES EM CARGOS DE LIDERANÇA: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO EM HOSPITAIS PARTICULARES

Juliana Caires Dias, Francisco dos Santos Carvalho, Marcelle Bittencourt Xavier Almeida, Marcus Antônio Assis Lima

Resumo


No atual contexto do Brasil está evidente uma luta por igualdade de gêneros devido a existência de obstáculos no mercado de trabalho que ainda não foram totalmente sanados, e assim, nota-se uma ampliação do empoderamento das mulheres na gestão de muitas organizações públicas e privadas, por isso, é pertinente investigar como elas exercem a sua função e conhecer o(s) seu(s) estilo(s) predominante(s) de liderança. Diante do exposto, este trabalho teve como objetivo conhecer melhor a liderança feminina em hospitais particulares de Vitória da Conquista, Bahia. Para tanto, foi proposto entrevistar três líderes femininas, a partir de um formulário contendo questões para caracterizar os estilos de liderança tradicional, carismática, participativa e contemporânea, e, calcular as médias das respostas inerentes aos supracitados estilos. A metodologia utilizada foi baseada em pesquisas exploratória e descritiva, com abordagens qualitativa e quantitativa, em estudos de casos. Utilizou-se de uma entrevista e um questionário estruturado, respondidos pelas três líderes. Para o embasamento deste artigo foram referenciados os estudos de Avolio e Bass (1988); Scott (1989); Chiavenato (1993); Louro (1997); Del Priore (2009); Alves e Cavenaghi (2012), entre outros. Foi possível compreender que os estilos de liderança (tradicional, participativa, carismática e contemporânea) se fizeram presentes no modo que as três líderes dos hospitais atuam na gestão organizacional, e não houve, portanto, predominância acentuada de apenas um estilo.

Palavras–chave: Empoderamento das mulheres. Gênero. Liderança feminina.

 


Texto Completo: PDF