Seminário Nacional e Seminário Internacional Políticas Públicas, Gestão e Práxis Educacional, No 6 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

O TRABALHO PEDAGÓGICO DAS ESCOLAS FRENTE ÀS QUESTÕES RACIAIS: O QUE DIZEM OS PAIS E A LIDERANÇA QUILOMBOLA

Valquiria Normanha Paes, Dinalva de Jesus Santana Macêdo

Resumo


Este relato apresenta um breve estudo que tem como lócus investigativo duas escolas municipais situadas em Mutãs, distrito de Guanambi/BA, que atendem alunos da comunidade quilombola de Queimadas. Desde a sua formação, a comunidade é marcada pela luta contra a exploração da mão-de-obra, contra o preconceito e a desvalorização do povo negro, assim como, pelo processo de reconhecimento e certificação como remanescente de quilombo. Do ponto de vista metodológico, os dados analisados são resultados de uma pesquisa de campo, realizada com intuito de identificar a visão dos pais e de uma liderança quilombola sobre o trabalho das escolas, em especial o trato com as questões étnico-raciais e quilombolas. Para a elaboração desta pesquisa, recorreu-se de revisão de literatura relacionada ao tema, tais como: Pesquisa bibliográfica em livros, monografias, dissertações, teses e artigos. Utilizou-se de entrevistas semiestruturadas para coleta dos dados. Os resultados apontam que é necessário uma escola quilombola na comunidade, pois beneficiará não somente as crianças, mas também pais, jovens e idosos, que não tiveram a oportunidade de estudar. Tais resultados, longe de serem conclusivos, ampliam nossa compreensão a respeito da visão dos membros da comunidade sobre a educação escolar quilombola, fornecendo um conjunto de informações bastante relevantes para a construção desta pesquisa.

Palavras-chave: Educação. Quilombo. Relações étnico-raciais.


Texto Completo: PDF