Seminário Nacional e Seminário Internacional Políticas Públicas, Gestão e Práxis Educacional, No 6 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

LETRAMENTOS CRÍTICOS NA AULA DE GEOGRAFIA

Thássio Ferreira Alves Pereira, Ester Maria de Figueiredo Souza

Resumo


O presente artigo é parte de uma pesquisa de mestrado que visa compreender as práticas de letramentos críticos no ensino de Geografia, tendo a canção como recurso didático motivador para essas práticas. A pesquisa ocorreu tendo como base teórico-metodológica a etnografia colaborativa proposta por Bortoni-Ricardo (2008), para a investigação no ambiente natural da sala de aula e a abordagem colaborativa para interagir com os sujeitos professores do estudo. O contexto dos estudos do letramento se afirma como provocador de produção de conhecimentos que religa e interliga diferentes campos de conhecimento. Na sua acepção de apresentar conceitos e abordagem metodológica para problematizações de fenômenos sociais, a pesquisa sobre práticas pedagógicas é um espaço de acolhida para se perspectivar esse diálogo com os estudos dos letramentos críticos. A nossa proposta neste trabalho é o de expor essa noção como mobilizadora para o planejamento das práticas de ensino em Geografia com o uso de canções. Concluímos que a Geografia tende a engajar os alunos em atividades de desvelamento de ideologias, sendo que canção popular se apresentou como um recurso aliado para o desenvolvimento de tarefas indicadas pelos docentes e que esses reconhecem a noção de letramentos críticos como uma aliada para aproximar os conteúdos geográficos com o universo cultural dos alunos, por meio das temáticas expressas nas músicas.

Palavras-chave: Currículo. Ensino de Geografia. Letramentos Críticos.


Texto Completo: PDF